Casa da Arquitetura estreia hoje filme sobre Álvaro Siza nos seus 90 anos

Dirigido por Augusto Custódio, realizador especializado em arquitetura e design, o documentário é apresentado como “uma viagem à mente do arquiteto português, mostrando o seu lado mais pessoal”, desde a infância à relação com a mulher, a artista Maria Antónia Siza (1940-1973), abordando também a sua faceta na escultura e o seu gosto por música erudita.

“Ao explorar as influências na sua vida e carreira, ‘Siza’ oferece um retrato completo e cativante do arquiteto e do seu legado na arquitetura moderna, através de um olhar mais íntimo”, destacando “a sua importância para a arquitetura contemporânea e sua abordagem única em relação ao design”, lê-se no texto de apresentação do filme, divulgado pela Casa da Arquitetura.

O documentário tem a duração de uma hora e conta com intervenções de amigos e próximos do Álvaro Siza, na maioria arquitetos, como o filho Álvaro Leite Siza e o neto Henrique Siza, a historiadora e fotógrafa Tereza Siza, sua irmã, os parceiros de percurso Carlos Castanheira e Eduardo Souto de Moura, também Prémio Pritzker, além de Nuno Ladeiro e Nuno Sampaio.

Iniciado há dois anos e legendado em inglês, o documentário envolveu 300 horas de filmagens, 50 dias de gravações e cerca de 40 entrevistas em todo o país, indica a nota da produção.

‘Siza’ abre a primeira temporada da série ‘Architects’, da plataforma de ‘streaming’ Gallery.

Apresentada por Nuno Ladeiro, esta primeira temporada é dedicada à arquitetura portuguesa e, depois de Álvaro Siza, deverá abordar universos de Manuel Aires Mateus, Mário Martins, Vitor Vilhena, Vasco Vieira e o estúdio ARX Portugal, dos irmãos Nuno e José Mateus, segundo a informação disponível na página da produtora de Augusto Custódio, que trabalha a série.

Dedicada aos “mais importantes nomes da arquitetura mundial”, ‘Architects’ tem ainda em mira profissionais dos Estados Unidos, Itália, Suíça, França, Espanha, Brasil e Chile, para as próximas temporadas.

Materiais associados à produção de ‘Siza’, como fotografias, vídeos de entrevistas e apontamentos, serão abrangidos pelo contrato de doação a assinar hoje entre a plataforma Gallery e a Casa da Arquitectura.

A sessão vai contar com o ministro da Cultura, Pedro Adão e Silva.

A entrada para a exibição do documentário é gratuita e por ordem de chegada até ao limite da lotação da sala.

Um concerto da Orquestra Jazz de Matosinhos encerra a sessão.

Leia Também: Produtores esperam que ‘Augure’ dê esperança ao cinema congolês

Deixe um comentário