Casa Fernando Pessoa expõe marionetas para assinalar morte de Dante

 

A exposição ‘Marionetas da Comédia de Dante — Folhas que o Vento Colhe’ pretende assinalar os 700 anos da morte do escritor Dante Alighieri.

“Alberto Manguel […] iniciou há anos um percurso de marionetista amador, para muitos desconhecido. Nesta exposição, dão-se a conhecer as marionetas que criou a partir das personagens de ‘A Divina Comédia’, bem como os cadernos em que juntou recortes das reproduções das obras de arte que o inspiraram e os seus esboços originais”, adiantou a Casa Fernando Pessoa, em comunicado.

No mesmo texto, Manguel é citado para contar que começou “a fazer marionetas na adolescência e [continuou] a praticar a arte em segredo”.

“Depois de ler diariamente a ‘Commedia’ durante quase duas décadas, pensei oferecer ao poema esta modesta homenagem de um dos seus inúmeros leitores”, acrescentou o autor argentino-canadiano.

O escritor e bibliófilo, que em setembro do ano passado assinou um protocolo com a Câmara Municipal de Lisboa para doar à cidade a sua biblioteca, composta por cerca de 40 mil volumes, vai dirigir o futuro Centro de Estudos da História da Leitura, na capital portuguesa.

 

Deixe um comentário