Começa hoje a terceira Bienal de Ilustração de Guimarães

O arranque acontece no Centro Cultural Vila Flor, com a inauguração da exposição coletiva dos 65 autores que foram selecionados para o Prémio Nacional BIG, com um total de 182 obras de ilustração. Na inauguração será anunciado o grande prémio nacional (5.000 euros), o prémio revelação (1.000 euros) e cinco prémios aquisição (500 euros cada).

Entre os autores escolhidos para esta mostra coletiva estão Ana Biscaia, Catarina Gomes, Cristina Valadas, Pierre Pratt, Francisco Sousa Lobo, Marta Madureira e Tiago Albuquerque.

A Bienal de Ilustração de Guimarães, que tem curadoria de Tiago Manuel e é este ano dedicada às mulheres, prosseguirá até ao final do ano com outras três exposições, palestras e oficinas em vários espaços culturais da cidade.

A 23 de outubro, inaugurará a exposição “Uma vida no palco”, em torno da vida e obra de Cristina Reis, cenógrafa e figurinista no Teatro da Cornucópia, e que é reconhecida com o Prémio Carreira da bienal.

No mesmo dia abrem ainda uma exposição dedicada ao ilustrador André Letria e outra, coletiva, com uma nova interpretação visual de “Os Lusíadas”, de Luís Vaz de Camões, por dez ilustradoras portuguesas: Carolina Celas, Joana Rêgo, Joana Estrela, Madalena Matoso, Amanda Baeza, Inês Machado, Mariana Rio, Catarina Gomes, Marta Madureira e Marta Monteiro.

Está prevista uma edição ilustrada da epopeia, numa parceria entre a Universidade do Minho e a editora Kalandraka.

O ciclo de palestras da bienal contará com intervenções de Sérgio Godinho, Sara Figueiredo Costa e João Ramalho Santos.

A BIG é uma iniciativa da Câmara Municipal de Guimarães, com a organização da cooperativa MOTOR – Produção Cultural.

Leia Também: Albano Jerónimo e Sara Barros Leitão em Guimarães até dezembro

Deixe um comentário