Concurso Internacional de Canto Lírico com 16 mil euros em prémios

“Este é o melhor e o maior concurso de canto lírico em Portugal”, comentou Pedro Araújo, presidente da Associação de Cultura Musical de Lousada (ACML), entidade promotora deste concurso internacional, que cumpre a sua segunda edição.

A apresentação realizou-se hoje no Auditório Municipal de Lousada, que vai acolher o evento.

Ao vencedor da competição, aberta a cantores entre os 18 e os 36 anos, está reservado o prémio de seis mil euros, ao segundo classificado, de quatro mil euros e, ao terceiro, de dois mil euros. Haverá também um prémio de mil euros para o prémio do público, outro de igual valor para o prémio de melhor pianista acompanhador e mais dois mil euros a repartir igualmente pelos prémios de melhores cantor e cantora portugueses.

Em 2022, participaram no Concurso Internacional de Canto Lírico de Lousada 70 artistas de 20 países, com os três primeiros prémios a serem atribuídos a concorrentes de nacionalidades estrangeiras.

Apesar disso, José Corvelo, diretor artístico do concurso, assinalou hoje que este constitui “uma oportunidade importante, também, para os cantores líricos portugueses”.

“Atualmente, Portugal tem a melhor geração de cantores líricos [do país], que tem falta de oportunidades”, sublinhou.

Por seu turno, Pedro Araújo destacou a importância cultural da iniciativa em termos regionais e nacionais, mas também o impacto na economia local e regional, devido “ao número de pessoas vindas do estrangeiro e de várias regiões portuguesas”.

A Câmara de Lousada apoia a organização do concurso, como sinalizou o vereador Nelson Oliveira, para quem o facto de o festival ter perfil internacional representa uma responsabilidade superior para os promotores e para o concelho.

“Damos todo o nosso apoio à Associação de Cultura Musical de Lousada para que torne este concurso verdadeiramente um marco no canto lírico nacional e internacional”, indicou o autarca.

Ao longo do evento, foi hoje destacado pela organização, decorrerão várias atividades complementares, como ‘workshops’ e ‘masterclasses’.

Em 2022, o festival consagrou três cantores líricos não portugueses: a soprano italiana Paola Leoci, o baixo sul-coreano Inho Jeong e a soprano francesa Hélène Walter.

O concerto dos laureados da edição de 2023 está marcado para 09 de julho.

Leia Também: Património Cultural admite requalificação faseada do Colégio das Artes

Deixe um comentário