Concursos do Programa de Apoio à DGArtes vão ter 13,350 milhões de euros

As candidaturas a quatro dos seis concursos do programa foram abertas hoje, com os respetivos avisos publicados em Diário da República, num valor de 11,625 milhões de euros (ME).

Os quatro concursos hoje anunciados dizem respeito às áreas da Criação e Edição, com 4,015ME, de Música e Ópera, com 3,370ME, das Artes Visuais, com 2,330ME, e da Programação, com 1,910ME, o que perfaz 11,625ME.

Na terça-feira, deverão abrir os concursos para as áreas Internacionalização e Procedimento Simplificado.

Segundo a DGArtes, a dotação global do programa será de 13,350 milhões de euros (ME), mais 44% do que o ciclo anterior.

A dotação anterior do Programa de Apoio a Projetos, que teve os concursos anunciados em dezembro de 2022, foi de 9,25ME para as diferentes áreas, nomeadamente Artes Visuais, Criação – abrangendo artes performativas, cruzamento disciplinar e artes de rua -, Programação, Internacionalização e Procedimento Simplificado.

No passado dia 11, a DGArtes abriu as candidaturas ao apoio complementar ao programa Europa Criativa, no valor de 450 mil euros, no âmbito do Programa de Apoio a Projetos.

Em agosto, o ministro da Cultura, Pedro Adão e Silva, disse à agência Lusa que este programa teria um reforço de quatro milhões de euros nas diferentes áreas de criação, programação e internacionalização, face ao anunciado em 2022.

A Declaração Anual da DGArtes previa a abertura, até ao fim deste mês, dos concursos do Programa de Apoios a Projetos a concretizar em 2024.

O montante financeiro de cada um dos concursos hoje anunciado foi fixado por despacho do ministro da Cultura, Pedro Adão e Silva, no passado dia 20 de outubro, e os avisos da DGArtes hoje publicados foram assinados pelo diretor-geral, Américo Rodrigues, no passado dia 23.

Leia Também: Associação acusa “incapacidade” de cumprir projetos devido a atrasos

Deixe um comentário