Covid-19. Louvre leiloa tempo com a Mona Lisa para equilibrar finanças

O Museu do Louvre, na capital francesa de Paris, está a recorrer à sua obra de arte mais famosa para colmatar o buraco de 90 milhões euros nas suas finanças criado pela pandemia.

O acesso especial, ao vivo e a cores, à Mona Lisa vai ser vendido à melhor oferta. Quem ganhar o leilão vai poder estar perto do quadro de Leonardo da Vinci ao testemunhar a examinação anual da obra prima.

Normalmente, os visitantes do museu só conseguem ver o quadro por cima de cabeças de multidões que se ajuntam em frente ao quadro e a uma distância de pelo menos três metros. Mas todos os anos, a Mona Lisa é retirada do seu expositor para uma revisão do seu estado. 

Alguns dos líderes mundiais estão entre os afortunados por terem testemunhado o evento nas últimas décadas.

A leiloeira espera atingir entre os dez e os 30 mil euros pela experiência. Além disso a leilão estão ainda um quadro a óleo pintado em 1962 por Pierre Soulages, um relógio feito à medida pelo relojoeiro Vacheron Constantin e um passeio pelo rooftop do palácio do Louvre com o artista de rua francês JR, para ajudar as finanças do Louvre.

Deixe um comentário