Curta-metragem "Bestia" vence festival de animação Cinanima

Baseado em acontecimentos reais e explorando a “vida de uma agente da polícia secreta durante a ditadura no Chile”, o filme de 15 minutos conquistou o “Grande Prémio Cinanima 2022 — Curtas-metragens — Prémio Cidade de Espinho”, adiantou a mesma fonte em comunicado.

Ainda na competição internacional de curtas-metragens, o Prémio Especial do Júri foi atribuído a “Tiny Man”, de Aude David e Mikaël Gaudin, enquanto o Prémio Alves Costa para a melhor curta até oito minutos foi para “Dont Die on Me”, de Ori Goldberg.

Em comunicado, a organização do festival adiantou também que o melhor filme de publicidade ou informação da edição deste ano foi “#BinaryGenderNorm: Girls”, de Bernardita Ojeda Salas e Cristián Freire Azzarelli, cabendo a “O Homem do Lixo”, de Laura Gonçalves, o galardão de melhor documentário de animação.

Nas longas-metragens, o Grande Prémio Cinanima 2022 foi atribuído a “Os Demónios do Meu Avô”, um filme realizado por Nuno Beato com argumento de Possidónio Cachapa e Cristina Pinheiro.

Na competição nacional, o Prémio António Gaio para o melhor filme coube também a “O Homem do Lixo”, enquanto o Prémio Jovem Cineasta Português, na categoria até 18 anos, foi para “A Cerejeira Mágica”, de Graça Gomes e das escolas participantes do Projeto Pequeno Cinema. O filme “Duo”, de João Levezinho, venceu na categoria de mais de 18 anos.

A 46.ª edição do Cinanima — Festival Internacional de Cinema de Animação de Espinho, que começou em 07 de novembro, teve um total 107 filmes de 26 países em competição.

O certame do distrito de Aveiro apresentou a concurso as melhores obras selecionadas por um júri especializado entre 3.400 candidaturas de 111 nacionalidades.

Leia Também: Três filmes portugueses premiados no festival de cinema de Sevilha

Deixe um comentário