Curta "Uma pedra no sapato" venceu Grande Prémio do IndieJúnior Porto

O filme de animação “Uma Pedra no Sapato” foi “a escolha do Júri Oficial para ser premiado no valor de 1.250 euros”, de acordo com um comunicado da organização do IndieJúnior Porto, hoje divulgado no ‘site’ oficial do festival.

A curta de Eric Montchaud “conta a história de um novo aluno sapo que chega a uma escola de coelhos e sente que está onde não pertence”.

O júri, composto pela investigadora Gabriela Trevisan e os realizadores João Gonzalez e Laura Gonçalves, atribuiu ainda uma Menção Especial à longa-metragem de animação “A Travessia”, de Florence Miailhe, “que narra a travessia heroica de dois irmãos que lutam pela sua liberdade”.

Nesta edição foi também atribuído, pela primeira vez, o Prémio Impacto, no valor de mil euros, “resultado de uma parceria com a Universidade do Porto e criado com o objetivo de distinguir um filme que incentive a mudança de perceções e consiga desafiar as convenções”.

A animação “Na Natureza”, de Marcel Barelli, “conquistou este novo prémio com a temática da sexualidade, numa abordagem divertida e original, desafiando um novo olhar sobre o tema”.

O Prémio do Público para Melhor Filme, no valor de 500 euros, foi para “Tinta”, de Joost Van Den Bocsh, “uma animação holandesa divertida que, em dois minutos, coloca o público a rir com um polvo que apenas quer que o vidro que enquadra o seu habitat esteja total e completamente limpo”.

Na 6.ª edição do IndieJúnior Porto, que decorreu entre terça-feira e hoje, foram exibidos cerca de 50 filmes, em locais como o Teatro Rivoli, a Casa das Artes, o Maus Hábitos e a Reitoria da Universidade do Porto.

Leia Também: Festival de cinema IndieJúnior começa hoje no Porto

Deixe um comentário