Espaço público dedicado à arte contemporânea abre em junho em Alfama

 

A primeira exposição vai estar patente até ao final de julho, articulando instalações sonoras com arte urbana e escultórica dos artistas Coletivo BorderLovers, Marco Brás, Vítor Rua, Carlos Zíngaro, Adolfo Luxúria Canibal & Estilhaços, e Beezy Bailey com Brian Eno.

Contactada pela agência Lusa, fonte da produção indicou que se trata de um espaço devoluto “com cerca de 100 metros quadrados para intervenções de arte urbana nas paredes envolventes” dos edifícios.

Trata-se de um projeto que tem o apoio da Junta de Freguesia de Santa Maria Maior, no âmbito do Programa BIP/ZIP 2021 — Bairros e Zonas de Intervenção Prioritária de Lisboa, da Câmara Municipal de Lisboa.

O espaço público, localizado na Rua das Escolas Gerais, irá ser alvo de uma programação artística entre os meses de junho a setembro, que deverá ser divulgada “em breve” pela Perve Galeria e Casa da Liberdade – Mário Cesariny.

Segundo a organização, o objetivo do projeto é “incentivar a população de Alfama, e o público em geral, para a fruição artística regular nas suas diversas formas e manifestações”.

O Coletivo Multimédia Perve, Associação sem fins lucrativos fundada em 1997, coordena e dirige artisticamente a Perve Galeria, a Casa da Liberdade – Mário Cesariny e a nova galeria em Alcântara, a Pigeon too.

Na mesma data, será inaugurada, em parceria com a Galeria de Santa Maria Maior, tutelada pela junta de freguesia, às 18:00, a exposição do Coletivo BorderLovers “Casais de Sonho”, que já esteve patente em Yerres, nos arredores de Paris, em março deste ano.

As obras reúnem várias obras alusivas a casais imaginários portugueses e franceses, com personalidades históricas, da cultura e da ciência, numa “união entre o amor e humor”, tendo sido já expostas no âmbito da Temporada Cruzada entre França e Portugal.

Esculturas, pinturas e desenhos retratam figuras como os casais imaginários Joana D´Arc com Nuno Álvares Pereira, Simone Veil e Aristides de Sousa Mendes, Maria João Pires com Claude Debussy, Rosa Mota com Pierre de Coubertin, Marie Curie com António Damásio.

Esta exposição é da autoria de Nathalie Afonso, Pedro Amaral, Ivo Bassanti, Carlos Farinha e Mathieu Sodore, artistas que integram o coletivo, e também estará na Casa da Liberdade – Mário Cesariny até ao final de julho.

A Galeria de arte da Junta de Freguesia de Santa Maria Maior é dinamizada desde 2016 com diferentes exposições, em parceria com artistas e/ou entidades culturais.

Quanto à Casa da Liberdade – Mário Cesariny, criada em 2013, é um espaço artístico também localizado em Alfama que presta homenagem ao poeta e pintor surrealista Mário Cesariny de Vasconcelos e que, em articulação com a Perve Galeria, que lhe é contígua, acolhe um espólio artístico e documental legado pelo artista.

A inauguração do espaço de arte contemporânea ao ar livre em Alfama com a primeira exposição está marcada para as 17:00 de 09 de junho.

 

Deixe um comentário