Filme ‘A morte de uma cidade’ nomeado para prémio Doc Alliance

À margem do Festival de Cinema de Cannes, em França, o Doc Alliance revelou hoje os nomeados para os prémios, uma competição anual de curtas e longas-metragens documentais, e entre eles está “A morte de uma cidade”, de João Rosas.

O filme, produzido pela Terratreme, aborda a transformação de uma cidade a partir do estaleiro de uma obra no Bairro Alto, em Lisboa, em que uma antiga tipografia dá lugar a apartamentos de luxo.

“Vendo isto como uma imagem perfeita da morte de uma certa Lisboa no rescaldo da crise financeira e do crescimento imobiliário e turístico exponencial que se lhe seguiu, o realizador filma um diário urbano que retrata o quotidiano do estaleiro de obras e os que aí trabalham”, refere a sinopse.

‘A morte de uma cidade’ teve estreia em 2022, no festival DocLisboa, e é a primeira longa documental de João Rosas, que anteriormente fez as curtas ‘Catavento’ (2020), ‘Maria do Mar’ (2015) e ‘Entrecampos’ (2013).

Além do filme de João Rosas, para o prémio de melhor documentário estão nomeados ‘Silent Sun of Russia’, ‘Three Women’, ‘Christina’, ‘A-B-C-D-E-F-G-H-I-J Onestown’, ‘Polish Prayers’, ‘Nights gone by’ e ‘Disturbed Earth’.

Os prémios serão entregues em agosto.

O Doc Alliance é uma organização que junta os festivais DocLisboa (Portugal), CPH:DOX (Dinamarca), DOK Leipzig (Alemanha), Ji.hlava (República Checa), FID Marseille (França), Visions du Réel (Suíça) e Millennium Docs Against Gravity (Polónia).

Leia Também: Filme ‘A Pequena Sereia’ é uma “confeção completamente original”

Deixe um comentário