Henrique Amaro: “Abraços à distância não existem. E a música ao vivo tem de ter suor e empurrão. Isso não é replicado”

“Com a pandemia, percebemos que sem música a nossa vida é desinteressante”, afirma o radialista e comunicador Henrique Amaro. Mas o tecido cultural ficará mais dividido: entre as superestrelas “que se vão safar para o resto da vida” e os pequenos artistas que terão de lutar pela sobrevivência. Para ouvir no podcast Posto Emissor
Blitz
Read More

Deixe um comentário