Italiana Sans Soucis venceu o Grande Prémio do Júri Music Moves Europe

Foram ainda escolhidos como vencedores schmyt, da Alemanha, July Jones, da Eslovénia, Oska, da Áustria, Kids Return, de França, e Queralt Lahoz, de Espanha. Este ano, o Prémio do Público foi para a ucraniana Jerry Heil.

Os portugueses Hause Plants eram um dos 15 finalistas dos Prémios Music Moves Europe.

O nome dos vencedores, escolhidos de entre 15 nomeados de vários países, foi anunciado hoje numa cerimónia no Eurosonic Noorderslag, que decorre até sábado em Groningen, nos Países Baixos, e é, em simultâneo, um festival de música e uma plataforma europeia de divulgação de música, com conferências e encontros entre agentes da indústria musical de todo o mundo.

Cada um dos vencedores irá receber um prémio de dez mil euros para promoção internacional, beneficiando o vencedor do Grande Prémio de um ‘voucher’ suplementar no valor de cinco mil euros. O Prémio do Público tem também o valor de cinco mil euros.

Além dos House Plants e dos vencedores, estavam também nomeados Amelie Siba, da República Checa, CMAT, da Irlanda, eee gee, da Dinamarca, Goldkimono, dos Países Baixos, Koikoi, da Sérvia, Monikaze, da Lituânia, e The Haunted Youth, da Bélgica.

Os Hause Plants, banda “indie alternativa”, formaram-se em Lisboa, mas os seus elementos (Guilherme Machado Correia, João Simões, Dani Oliveira Royo e João António Nunes da Silva) mudaram-se para Nova Iorque, para, segundo o agenciamento da banda, “fazerem música e estarem mais perto daquilo que os inspira”.

“O resultado foi o EP ‘Sleeping with Weird People’, editado em junho de 2022, que sucedeu a ‘Film For Color Photos’, editado em 2021”, lê-se num comunicado divulgado pelo agenciamento do grupo.

Music Moves Europe é a estrutura da Comissão Europeia que congrega iniciativas e ações dedicadas a apoiar o setor da música.

Leia Também: Casa da Música, Serralves e CCB recebem 24,7 milhões de euros em 2023

Deixe um comentário