Novo festival na Figueira da Foz celebra cultura brasileira em Portugal

“Há muito tempo que andávamos a pensar em preparar um evento de dimensão para a comunidade brasileira residente em Portugal. Este evento foi planeado ouvindo as opiniões dessa mesma comunidade, envolvendo algumas personalidades brasileiras e desenhando algo que fosse a exaltação do espírito cultural do país irmão”, referiu, citado em nota de imprensa, Tiago Castelo Branco, diretor executivo da MOT — Memories of Tomorrow, produtora do festival.

“Mais do que um festival, o BR Fest pretende afirmar-se como uma ovação a toda uma cultura que, cada vez mais, se enraíza no nosso país”, acrescentou.

Ouvido pela Lusa, Tiago Castelo Branco afirmou que o BR Fest “pretende transformar a Figueira da Foz na capital brasileira de Portugal” e não se dedica apenas à comunidade brasileira residente no nosso país, estimada em cerca de 280 mil cidadãos registados, mas a todos os adeptos da música, gastronomia e arte do Brasil.

“É um festival no Centro de Portugal, realizado na praia e no verão”, frisou o diretor executivo da MOT, lembrando que o evento decorre numa cidade equidistante em distância territorial dos principais locais (Lisboa, Porto e Braga) onde a comunidade brasileira reside.

“Portugal tem festivais para todos os géneros, mas não há nenhum com esta dimensão dedicado à música e cultura brasileira”, afiançou.

O BR Fest irá utilizar o recinto que será usado uma semana antes, de 07 a 09 de julho de 2023, pelo festival de música eletrónica RFM Somnii, também produzido pela MOT.

O palco e as infraestruturas de apoio serão preparados “para um fim de semana inesquecível ao som das maiores bandas brasileiras da atualidade”, do funk ao pagode e do pop ao samba, revelou a organização.

O anúncio dos artistas presentes nos dois dias do BR Fest, bem como a abertura da venda de bilhetes, decorrerá, segundo a produtora, no início de 2023.

Na página internet do evento, disponível em brfest.pt, a MOT classifica-o como “o maior festival de praia dedicado à cultura brasileira em Portugal” e uma “mistura de música, gastronomia, arte e ‘lifestyle'”.

“É um passo de samba cheio de boas energias, um pagode de alegria e um funk de liberdade”, acrescenta, enfatizando que o BR Fest quer “revolucionar a forma de estar e sentir um festival de praia em Portugal”.

Leia Também: Organização de Vilar de Mouros assume reembolso por concerto cancelado

Deixe um comentário