Reabilitação da Igreja de São José dos Carpinteiros vence prémio

Trata-se de “um monumento relevante e com grande peso histórico” — a igreja, que data de meados do século XVI, albergou, após o terramoto de 1755, como indica a Fundação Calouste Gulbenkian, a Casa dos Vinte e Quatro, órgão deliberativo composto por mesteirais (associações profissionais), cuja origem remonta a 1384, no reinado de João I, com o objetivo de participar no governo da cidade.

Nesta edição do prémio, atribuído anualmente pela Gulbenkian, foi ainda distinguida, com uma menção honrosa, a intervenção no edifício do gaveto da Rua dos Douradores com a Rua de Santa Justa, também em Lisboa, realizado por José Adrião Arquitetos.

Leia Também: Poeta Fernando Aguiar distinguido no Prémio Bernard Heidsieck

Deixe um comentário