Sete espetáculos no encontro de teatro "Cenas de Novembro" em Serpa

Promovido pela Baal17 – Companhia de Teatro, de Serpa, o encontro vai apresentar “espetáculos de teatro para todas as idades e (quase) todos os gostos”, até dia 19 de novembro, no cineteatro municipal daquela cidade, segundo a organização.

A iniciativa começa, na quarta-feira, às 18h00, com a peça ‘O Crime de Aldeia Velha’, de Bernardo Santareno, pela Oficina de Teatro de Serpa.

Trata-se de “uma adaptação da peça escrita por Bernardo Santareno a partir de um caso verídico que, em 1934, chocou o país: o assassinato brutal de uma jovem rapariga que se pensava estar possuída pelo Diabo”, resumiu a Baal17.

“Nesta nova versão, a oficina explora os preconceitos, o adensar dos medos e as paixões dos Homens. Ao mesmo tempo que presta homenagem a um dos maiores dramaturgos do século XX português, diverte-se a brincar com as personagens criadas por Santareno, encontrando mais semelhanças [do] que diferenças, entre ‘esses tempos’ e o dia de hoje”, acrescentou.

O certame retoma, depois, a sua calendarização habitual, com a apresentação das peças de teatro para o público adulto às sextas-feiras, às 21h30, seguindo-se conversas entre os artistas e o público, enquanto os domingos à tarde serão dedicados aos espetáculos para crianças e famílias.

Das estreantes em Serpa, a organização destacou a coprodução entre a companhia galega Berrobambán e a portuguesa Ponto de Fuga, com a peça ‘Há Quem Escolha os Caminhos Mais Longos’ (dia 10).

Este “é um texto da conhecida contadora, atriz e dramaturga galega Paula Carballeira e o primeiro de uma trilogia em torno da ‘floresta'”.

A Baal17 disse que é neste “cenário frequente onde muitas vezes acontecem os acontecimentos das histórias narradas nos contos maravilhosos” que a Berrobambán pretende questionar e investigar “a sua função e o seu simbolismo”.

Outro dos destaques do programa é o espetáculo ‘Não Vais Entrar’, de Mariana Fonseca (Lisboa), marcado já para esta sexta-feira, que se propõe refletir, “nos seus conteúdos dramatúrgicos, questões relacionadas com a condição feminina, o entendimento cultural desse corpo, a consequente negação de direitos e valores e a busca por uma liberdade individual”.

‘A Carne dos Rabos Tristes’, da companhia A Bruxa Teatro, de Évora (dia 17), é o outro espetáculos da programação dirigida ao público geral.

Neste espetáculo, “ao envolver música e poesia, Pierre Note (autor do texto) estabelece uma distância lúdica para decifrar melhor a violência humana”, disse a organização.

Já a oferta para a infância e famílias, vai incluir os espetáculos ‘Era uma vez…ou lá o que é que é’, da Teatro Extremo, de Almada (este domingo), ‘A Maior Flor do Mundo’, da companhia O Bicho Papelão, de Viana do Castelo (dia 12), e ‘Do Linho à Linha’, da companhia Krisálida, de Viana do Castelo (dia 19).

Leia Também: O Bando abre tetralogia sobre ‘As mil e uma noites’

Deixe um comentário