Sugestões de leitura para janeiro. Comece o ano com estes livros

O início de um ano traz, muitas vezes, a promessa de mais leituras. Não deixe para depois e comece já em janeiro com estas novidades.

Eis o que lhe sugerimos para um início de ano recheado de novas aventuras saídas do papel. 

A novidade incontornável deste mês é o livro do príncipe Harry: ‘Na sombra’.

Harry decidiu que chegou finalmente o momento de contar a sua história e o mundo tem-se regozijado com as suas revelações
‘Na Sombra’, de Príncipe Harry © Objectiva  

A genética humana tal como a conhecemos chegará ao fim em breve,  afirma é David B. Goldstein, no ensaio ‘O Fim da Genética – Concebendo o ADN da Humanidade’, que chega agora a Portugal.

Segundo o reputado geneticista norte-americano, os avanços da ciência irão permitir que, num futuro próximo, sejam os pais a decidir a composição genética dos seus filhos, evitando assim malformações ou mutações indesejadas. Contudo, quais serão os procedimentos envolvidos? Será essa intervenção legítima? Que implicações terá? Estas são algumas das questões a que Goldstein responde.
 

‘O Fim da Genética’, de David B. Goldstein © Guerra e Paz Editores   

O jornalista António José Vilela revela as histórias secretas do caso Banif através de centenas de documentos inéditos, escutas telefónicas e e-mails confidenciais.

Uma viagem de 15 anos aos acordos de cavalheiros, ao tráfico de influências, aos offshores do dinheiro clandestino, às toupeiras na Polícia Judiciária e no Ministério Público, ao plano para dominar o primeiro banco português e aos bastidores das investigações judiciais portuguesas à elite política e económica angolana.

Esta é a outra história de um banco maldito (e do Millennium BCP, BPI, BPA Atlântico e Eurobic e dos seus banqueiros) que terá lavado mais de 1500 milhões de euros. E que acabou intervencionado e vendido pelo Estado português arrastando investidores privados e muito dinheiro público. 

‘A Teia do Banif’, de António José Vilela© Casa das Letras  

Clarissa Pinkola Estés, autora da transcendental obra ‘Mulheres Que Correm Com os Lobos’, volta com ‘O Jardineiro Que Tinha Fé’. 

Narrada com simplicidade, profundidade de sentimentos, generoso humor e profundo otimismo, ‘O Jardineiro Que Tinha Fé’ é a história de uma menina sincera que prestou atenção aos anciãos do seu antigo país e que cresceu para conservar tudo na memória. 

‘O Jardineiro que Tinha Fé’, de Clarissa Pinkola Estés© Marcador  

Do poeta norte-americano mais influente e mais imitado de sempre, chega agora – em edição de bolso – Os cães ladram facas, uma antologia que põe a nu a força visceral de toda uma obra literária. Seleção, organização e prefácio de Valério Romão.

‘Os cães ladram facas’, de Charles Bukowski© Penguin Random House 

Partindo de pedaços da sua vida pessoal e profissional, Judite Sousa reflete sobre a existência em sociedade, a forma como comunicamos, como agimos e como evoluímos. Neste livro, Judite Sousa fala sobre a vida, tal como a entende e tal como a vive até hoje.

‘Pedaços de Vida’, de Judite Sousa© Arena
Oliver Burkeman desafia a cultura moderna, obcecada com a produtividade e com estímulos constantes, associados à redução da capacidade de concentração e ao aumento dos níveis de stress. Recorrendo a filósofos, artistas e pensadores, o autor oferece uma proposta para aproveitar melhor o tempo limitado que cada um de nós tem. 

‘400 semanas, de Oliver Burkeman© Objetiva  

Leia Também: Inédito de Annie Ernaux lançado antes de ganhar Nobel chega a Portugal

Deixe um comentário