Super Bock Super Rock no Meco com zona de palcos e campismo aperfeiçoados

O 27.º festival será de 13 a 15 de julho de 2023 e, em comunicado, a promotora Música no Coração não só revela os primeiros nomes do cartaz – The 1975, L’Imperatrice e Black Country, New Road – como explica as alterações previstas no recinto.

“De todas as mudanças, havia uma que era imperativa: mudar a zona de estacionamento e campismo para uma área com menos vegetação, não florestal, e com mais espaço. Os carros e as tendas não precisam de ouvir música, têm é de estar seguros e numa zona prática, de onde seja mais fácil entrar e sair”, lê-se em nota de imprensa.

Este ano, o SBSR deveria ter acontecido na Herdade do Cabeço da Flauta, uma zona arborizada, entre a lagoa de Albufeira e a praia do Meco, no concelho de Sesimbra, mas a dois dias do início, a promotora transferiu o festival para Lisboa por causa da declaração de estado de contingência no país no verão, face ao risco elevado de incêndio.

Seria o regresso do festival ao Meco, após dois anos de pausa forçada pela pandemia da covid-19, mas esse regresso já só acontecerá em 2023, com a promotora a sublinhar o “estreito alinhamento e cooperação com as autoridades competentes”.

“No próximo ano teremos mais bocas de incêndio, mais meios no terreno, mais olhos vigilantes, ainda mais segurança”, refere a Música no Coração.

O calendário de 2023 conta já com primeiros nomes e cartazes anunciados para vários festivais, nomeadamente Às Vezes o Amor (fevereiro, várias cidades), Sónar (março e abril, Lisboa), Evil Live (junho, Lisboa), Primavera Sound (junho, Porto), Alive (julho, Oeiras), Cool Jazz (julho, Cascais), SonicBlast (agosto, Caminha) ou Kalorama (agosto e setembro, Lisboa).

Leia Também: The 1975 é primeira grande confirmação do SBSR em 2023

Deixe um comentário