Taylor Swift volta a quebrar recordes. Agora, ultrapassou Paul McCartney

A cantora Taylor Swift tem estado nas bocas do mundo – pelas melhores razões. A artista voltou a quebrar um recorde, desta vez dos prémios Grammy, ao acumular sete nomeações na categoria de Música do Ano. Ultrapassou, assim, Lionel Richie e Paul McCartney, cada um com seis nomeações.

Foi o tema ‘Anti-Hero’, do seu mais recente álbum ‘Midnights’, que consagrou a sua sétima nomeação nesta categoria.

Mas a norte-americana não se ficou por aqui. Foi, também, nomeada nas categorias de Álbum do Ano e Melhor Álbum Vocal Pop, com ‘Midnights’, bem como nas categorias Gravação do Ano e Melhor Atuação Pop a solo, com ‘Anti-Hero’.

Já ‘Karma’, com Ice Spice, valeu-lhe uma nomeação para a Melhor Atuação Pop em grupo/dupla.

Caso vença na categoria Álbum do Ano, Taylor Swift tornar-se-á a primeira artista a ‘levar o prémio para casa’ por quatro vezes. Esta é a sexta vez que foi indicada para a categoria, marco que partilha com Barbra Streisand.

A longa lista de 94 categorias dos Grammy abrange diferentes géneros musicais, do jazz à música clássica, passando pelo rap, o rock, o metal, o gospel, abrangendo também os audiolivros. Este ano, foram criadas três novas categorias: Melhor Gravação Pop Dança, Melhor Performance de Música Africana e Melhor Álbum de Jazz Alternativo.

Nesta edição, são as artistas femininas quem lidera a corrida aos Grammy, com as categorias para Gravação do Ano e Álbum do Ano a contarem apenas com um homem nomeado, o cantor, compositor e pianista Jon Batiste.

Para esta 66.ª edição dos Grammy eram elegíveis gravações editadas, tanto em formato físico como digital, entre 1 de outubro de 2022 e 15 de setembro deste ano.

Leia Também: Taylor Swift conquista mais um n.º 1 na Billboard e atinge novo marco

Deixe um comentário