‘Teen Titans Go!’ mergulha nos arquivos da D.C. Comics

“Há muitos novos personagens a serem introduzidos nesta temporada e quase todos vêm dos arquivos da D.C. Comics”, disse o produtor. “Mergulhámos nos arquivos deles para tentar encontrar os heróis e vilões mais absurdos”. 

A série animada, que segue as aventuras dos personagens Robin, Cyborg, Starfire, Raven e Beast Boy, vai regressar com dois episódios especiais, “Casa Espacial”, que se estreia no sábado, 6 de novembro, e “Liga da Justiça: O Próximo Talento da Dança”, que estará disponível no sábado, 13 de novembro. Depois, a temporada passará de segunda a sexta, às 21:20, a partir de 22 de novembro. 

“Estamos a trazer novos vilões, a dar voz a heróis que não tinham tido papéis proeminentes no passado, a tentar expandir a Jump City e o universo Teen Titans Go!”, indicou Pete Michail. “Estamos a criar a nossa pequena Springfield, com todos estes personagens a apoiarem os titãs”, continuou, fazendo referência à icónica cidade fictícia de “Os Simpsons”. 

Criada por Aaron Horvath e Michael Jelenic, a série tornou-se popular numa faixa etária alargada e passou em outubro a ter as primeiras seis temporadas disponíveis na HBO Max, que está ativamente a aumentar a sua oferta de conteúdo infantil, além de estar no serviço CN Premium. 

“O nosso público é dos 8 aos 38. Isso ajudou-nos, não estamos a fazer estes episódios apenas para crianças mas também para os pais e uma audiência mais velha”, explicou Pete Michail. “Os escritores desta série têm 30, 40, 50 anos e estamos a escrever coisas que nos fazem rir. Às vezes dizem-nos para nos acalmar porque há miúdos de oito anos a ver a série. Tentamos que seja divertida para uma audiência generalizada”. 

A inclusão no popular serviço de ‘streaming’ da HBO permitirá às pessoas “redescobrir as temporadas anteriores”, o que tem potencial para alargar o seu alcance. “Esta série não é só sobre super-heróis, é sobre amigos e família. Se as pessoas continuarem a assistir, não há razão por que não podemos ser como Os Simpsons”, considerou Michail. 

A inspiração para os episódios, contou, vem de coisas que acontecem na vida real, seja aos escritores seja a pessoas próximas. “É isso que mantém a série fresca: não fazemos os episódios ‘cliché’ que toda a gente faz”, considerou o produtor. “E se o fizermos, tentamos fazê-lo de forma estranha, de pernas para o ar. A maioria dos episódios é inspirada pela experiência real de alguém”. 

Esse é um dos segredos para a popularidade da série, que foi originalmente criada em 2013, considerou Michail. “As ideias vêm de pessoas, por isso não interessa se a audiência está em Nova Jersey ou em Portugal ou no Egito. Tentamos mesmo ter ideias com que as pessoas se possam identificar e que a audiência se sinta incluída nas piadas”. 

O responsável disse também que os escritores não tentam fingir que não são mais velhos e por isso mantêm-se longe de histórias com influenciadores ou redes sociais. “Sabemos quem somos e qual a nossa marca. Estamos a tentar apresentar algo que é inegavelmente engraçado”, caracterizou. “Os pais vão-se rir por motivos diferentes das gargalhadas dos filhos. Não estamos a tentar meter-nos no mundo dos TikToks”. 

Por outro lado, referiu, há um esforço para não serem paternalistas com os miúdos, porque “as crianças de 8 anos são brilhantes”, e isso explica que os diálogos não sejam simplificados. 

“Divertir é o grande objetivo, mas também é educativo. No final do dia, é uma série de família e de amigos”, afirmou Pete Michail. “Estes personagens adoram-se, mesmo quando lutam entre si ou fazem pouco uns dos outros. Isso é algo com que as pessoas se identificam. Temos dez minutos para pôr um sorriso nos espectadores, e esse é o nosso propósito”. 

A missão é validada com as reações que a equipa recebe da audiência, o que inclui cartas de fãs a dizerem que a série os ajudou quando estavam a passar por um mau bocado. “Essa é a parte mais chocante, estamos aqui a fazer desenhos animados patetas, e as pessoas escrevem a dizer que estavam numa fase terrível e a série as fez rir”, disse Michail. “É muito poderoso”. 

A sétima temporada de “Teen Titans Go!” estreia-se com o episódio especial “Casa Espacial”, a 6 de novembro, no Cartoon Network Portugal.

Leia Também: Novo Super-Homem vai ser bissexual e mais ativista

Deixe um comentário