Últimas histórias de Sherlock Holmes tornam-se domínio público em 2023

Todos os anos, a passagem de certas obras para o domínio público nos Estados Unidos é sempre alvo de fascínio, dadas as hipóteses artísticas que se abrem. E, a partir de janeiro de 2023, algumas das obras a passarem para o domínio público incluem as últimas histórias do famoso detetive Sherlock Holmes.

No fundo, quando uma obra passa para o domínio público nos Estados Unidos, essa obra passa a poder ser replicada, reescrita e republicada à vontade, sem qualquer permissão por parte do autor ou de quem detém o seu espólio.

Isto ocorre normalmente décadas depois de um determinado artista morrer, sendo que, para artistas mais recentes, esse período de espera tende a ser maior.

Segundo o centro de direito da Universidade de Duke, citado pelo The Verge, o início de 2023 tornará então possível que qualquer pessoa possa divulgar e reproduzir as duas últimas histórias escritas por Arthur Conan Doyle sobre o misterioso detetive de Baker Street: ‘The Adventure of the Veiled Lodger’ e ‘The Adventure of Shoscombe Old Place’.

Assim, no dia 1 de janeiro de 2023, toda a personagem de Sherlock Holmes tornar-se-á domínio público nos Estados Unidos e podem ser ser alvo de todas as adaptações imagináveis, desde o cinema ao teatro ou à literatura. A novidade sobre Sherlock Holmes é particularmente pertinente, devido às dificuldades legais que a Netflix tem tido para criar novas personagens e séries em torno das histórias do detetive imaginado nos contos de Conan Doyle.

A par destas obras, passarão também para o domínio público norte-americano a obra ‘Rumo ao Farol’, de Virginia Wolf, o icónico filme de ficção cientifica ‘Metropolis’, de 1927, e a primeira longa-metragem com som, o ‘O Cantor de Jazz’.

Nos últimos anos, algumas grandes obras passaram para o domínio público norte-americano e permitiram readaptações inovadoras, como o ‘Grande Gatsy’, de F. Scott Fitzgerald, ou ‘Moby Dick’, de Herman Malville.

No entanto, no dia 1 de janeiro de 2024, espera-se um furor ainda maior com o dia da passagem a domínio público pois, nesse ano, a personagem de Mickey Mouse estará finalmente disponível para que qualquer pessoa a possa usar.

Leia Também: HBO Max pode vir a ter séries de Sherlock Holmes

Deixe um comentário