Vila Viçosa distingue obras de poesia no Prémio Florbela Espanca

 

A iniciativa, instituída em 1981, pretende, segundo a autarquia, “homenagear a vida e a obra” da poetisa Florbela Espanca, natural de Vila Viçosa, assim como promover e premiar obras literárias inéditas de expressão portuguesa no âmbito da poesia e da ficção, alternadamente, independentemente da nacionalidade do autor.

Este ano, de acordo com o município do distrito de Évora, os trabalhos devem ser entregues na Câmara Municipal de Vila Viçosa até ao dia 15 de setembro.

A obra premiada vai ser depois editada pela autarquia, numa tiragem de 500 exemplares, além de o autor receber um prémio no valor de 2.500 euros.

Florbela Espanca, autora do “Livro de Mágoas”, “Livro de Soror Saudade”, “Charneca em Flor” ou “Juvenília”, é considerada uma das mais brilhantes poetisas de língua portuguesa de todos os tempos.

A poetisa nasceu em Vila Viçosa, a 08 de dezembro de 1894, e morreu em Matosinhos, na noite de 07 para 08 de dezembro de 1930, com 36 anos.

Florbela Espanca foi sepultada naquela localidade do Norte, mas os seus restos mortais foram depois trasladados para o cemitério de Vila Viçosa.

Leia Também: Festa da Poesia de Matosinhos arranca terça-feira

Deixe um comentário