Ali Sohail Jaura vence 10.º Leiria Film Fest com ‘Murder tongue’

Ao décimo ano, a organização reformulou os prémios, criando a categoria ‘Melhor curta-metragem do festival’, que o júri decidiu atribuir à ficção do realizador paquistanês, que teve estreia nacional em Leiria.

‘Murder tongue’, lançado em 2022, revisita uma página trágica da história política e social do Paquistão, há três décadas, aplicando no título um jogo de palavras entre língua materna, “mother tongue”, e língua assassina, “murder tongue”.

Em Leiria, o vencedor da ‘Melhor curta-metragem’ foi escolhido “pelo conteúdo, pela forma”, revelando-se “um filme incómodo, que nos corta a respiração, nos conduz pelo inferno e termina de forma desconcertante”, assinalou o júri na argumentação divulgada.

Nesta categoria foram atribuídas menções honrosas a ‘The Record’, do suíço Jonathan Laskar, e a ‘A Day, That Year’, Stanley Xu, de Taiwan.

‘Murder tongue’ valeu ainda a Ali Sohail Jaura o prémio para ‘Melhor ficção internacional’, enquanto o troféu de ‘Melhor ficção nacional’ foi para ‘Ten with a flag’, de Vasco Alexandre.

Entre os documentários, ‘Nada Para Ver Aqui’, de Nicolas Bouchez, foi escolhido como melhor curta nacional, pelo “olhar poético sobre a cidade e as suas metamorfoses”, enquanto o prémio internacional ficou reservado para ‘Foam horse’, do espanhol Juanjo Rueda.

Na animação, ‘Slow light’, da dupla polaca Katarkyna Kijek e Przemyslaw Adamski, ganhou entre os filmes estrangeiros. A nível nacional, ‘Ice merchants’, de João Gonzalez, foi o eleito, pela “proposta plástica e sonora que recorre a uma linguagem simples e universal”, de forma a contar “uma estória comovente”.

‘Ice merchants’ venceu ainda o Prémio do Público, enquanto ‘Foxtale’, de Alexandra Allen, foi a ‘Melhor curta-metragem para crianças’, outra das novas categorias do festival, que colocou a votar o público infantil.

A programação do Leiria Film Festival prossegue até segunda-feira.

Leia Também: Prémios Quirino são anunciados hoje com animação portuguesa nos nomeados

Deixe um comentário