Arte Institute celebra cultura portuguesa com três eventos em Nova Iorque

Ao ar livre e com o Brasil como país convidado, o “Portugal in Soho” pretende recriar os pontos de encontro da comunidade portuguesa do SoHo – um bairro localizado em Manhattan -, numa viagem no tempo e no espaço que homenageará os emigrantes que chegaram ao país “sem saber uma palavra de inglês, que trabalharam e conseguiram criar os filhos sem nunca perder de vista o seu país de origem”, explicou o Arte Institute.

“Este evento pretende mostrar a Nova Iorque a herança dos portugueses dentro da cidade que nunca dorme, especialmente no SoHo, onde foram fundamentais na edificação do bairro e onde fixaram as suas casas”, acrescentou a organização, cuja missão é promover a arte portuguesa no mundo.

Oficinas e atividades gratuitas para crianças e estudantes de língua portuguesa, e espetáculos, literatura e gastronomia portuguesas são alguns dos atrativos que o público poderá encontrar neste evento.

Já na próxima quinta-feira, será a vez do cinema estar em destaque com o “NY Portuguese Short Film Festival”, produzido pelo Arte Institute e o primeiro festival português de curtas metragens nos Estados Unidos.

O evento, que terá lugar no Lincoln Center, levará a Nova Iorque as mais recentes curtas-metragens de realizadores e escritores portugueses, entre ficção, animação e documentário.

Os filmes selecionados para a mostra deste ano são “Ana Morphose”, de João Rodrigues; “Mudflats”, de Luís Campos; “Borderline”, de Leonor Oliveira; “Kafka’s Doll”, de Bruno Simões; “They Call It… Red Cemetery!”, de Francisco Lacerda; e “Chicago”, de João Pombeiro.

Estarão ainda em exibição “Extinctions”, de Mónica De Almeida; “A Lisbon Affair”, de Hoji Fortuna; “Nata of this life”, de Claúdia Gomes e Ricardo Soares; e “Rua do Caneiro”, de Leonor Henriques.

Por último, o Arte Institute promoverá a música portuguesa no dia 02 de julho com um concerto de Joana Amendoeira&Fred Martins, com percussão de Ruca Rebordão, no “SummerStage”.

O espetáculo, de entrada gratuita, terá lugar no icónico Central Park e contará com a abertura de Marisa Monte.

Será “mais um grande momento para Portugal e para a cultura portuguesa contemporânea, que dará uma grande visibilidade ao nosso país, à sua música, às suas artes visuais e à sua herança e tradição”, disse a diretora do Arte Institute, Ana Miranda, citada em comunicado.

“O facto de qualquer um destes eventos acontecer há já vários anos prova a sustentabilidade que projetos desta natureza conseguem alcançar, fazendo a ponte entre o que deixaram na cidade os primeiros portugueses em Manhattan e aquilo que traz a atual geração de artistas nacionais”, acrescentou.

Fundado em 2011, o Arte Institute é uma organização pioneira, independente e sem fins lucrativos, sediada em Nova Iorque, que dinamiza a produção e difusão de artistas e projetos de arte e cultura contemporânea portuguesa.

Leia Também: Nova Iorque. Homem detido após atacar aleatoriamente 3 mulheres no metro

Deixe um comentário