Cerca de 500 artistas no Festival Internacional de Música de Marvão

Em comunicado enviado à agência Lusa, a associação promotora do festival, Marvão Music, indicou que o evento vai decorrer entre os dias 21 e 30 de julho, com a participação de artistas de cerca de 20 países.

Além de músicos portugueses, o festival vai acolher artistas oriundos da Rússia, Suécia, Bielorrússia, República Checa, Países Baixos, Suíça, Croácia, Áustria, França, Espanha, Reino Unido, Itália, Estados Unidos da América, Alemanha.

Com direção artística de Christoph Poppen e Juliane Banse, a edição deste ano do festival, que conta mais uma vez com o patrocínio do Presidente da República, espera acolher “mais de 15 mil visitantes” ao longo da sua duração.

De acordo com a Marvão Music, associação sem fins lucrativos reconhecida em 2021 com o Estatuto de Utilidade Pública, a edição deste ano do FIMM é formada por um “programa extenso e variado”, com “mais de 40 concertos e outros eventos”.

A organização indica ainda que os concertos e eventos associados vão decorrer em 13 espaços diferentes nos concelhos de Marvão, Portalegre, Castelo de Vide e Valência de Alcántara (Espanha).

A 9.ª edição do FIMM conta com a presença de vários coros e orquestras nacionais e internacionais, música de câmara, incluindo concertos para crianças, ensaios abertos ao público, exposições de arte e instalações sonoras, visitas guiadas e outras atividades participativas, tais como aulas de desenho.

Segundo a organização, vão decorrer 16 concertos de música de câmara, seis concertos de orquestra, três concertos corais, uma missa cantada, um concerto de jazz, exposições de arte, visitas guiadas, 11 atividades de acesso e participação gratuitos, incluindo concertos, entre outras iniciativas.

Com um programa “variado e eclético”, vão passar pelo FIMM a Orquestra Gulbenkian, Orquestra de Câmara de Colónia, Orquestra XXI, Coro Ricercare, Hong Kong Sinfonietta, Juliane Banse, Horácio Ferreira, Manuel Fischer-Dieskau, Raphaela Gromes, Trio Elogio, Armida Quartett, Quatuor Arod, Ars Ad Hoc Ensemble, O/Modernt Chamber Orchestra, Markus Stockhausen Group, Rafael Aguirre, Martin Mitterrutzner, Elena Bashkirova, Aaron Pilsan, entre outros músicos e projetos.

O festival inclui ainda uma “programação especial” dedicada ao compositor Franz Schubert: Três Ciclos de Canções e três “Schubertíadas”.

A organização realçou também que o tradicional concerto nas ruínas romanas de Ammaia é um “dos pontos altos” do evento, cabendo este ano à Orquestra XXI, dirigida pelo maestro Dinis Sousa, as “honras” desse espetáculo.

A 9.ª edição do FIMM além de contar com o alto patrocínio do Presidente da República, conta com os patrocínios da Anja Fichte Stiftung, BPI, Fundação “la Caixa” e Grupo Ageas Portugal, bem como com o apoio da Horizon Foundation, Stone Capital, BP Portugal e Accenture.

O evento tem ainda como promotores o Grupo Pestana — Pousadas de Portugal, municípios de Marvão, Castelo de Vide e Portalegre, Ayuntamiento de Valência de Alcântara (Espanha), Turismo de Portugal, Entidade Regional de Turismo do Alentejo e do Ribatejo e Agência Regional de Promoção Turística do Alentejo.

Leia Também: Amaura, Noiserv, Glockenwise e Surma integram cartaz do festival SBSR

Deixe um comentário