Cheias? Bruce Springsteen criticado por não cancelar concerto em Itália

Bruce Springsteen está a ser criticado pelos italianos por dar um concerto na cidade de Ferrara na noite desta quinta-feira, apesar das cheias mortais que têm assolado a região de Emilia-Romagna ao longo dos últimos dias, reporta a Reuters.

Fãs do artista pediram-lhe, através das redes sociais, que reconsiderasse a realização do concerto, por respeito às vítimas e aos desalojados.

Isto após as chuvas torrenciais registadas recentemente na região italiana terem causado inúmeros deslizamentos de terras e o transbordo de rios. 

Cristiana Boi foi uma das internautas a reagir à realização do concerto: “É um escândalo que se faça o concerto de Springsteen em Ferrara esta noite. Ele vai cantar sem público porque todas as ruas principais estão bloqueadas em vários sítios”.

Uma posição semelhante foi veiculada por Massimiliano Zampini: “Springsteen, por favor considere adiar o concerto de hoje. As zonas circundantes sofreram inundações devastadoras. Deve fazê-lo porque: todos os recursos de emergência devem estar disponíveis na área afetada; precisamos de evitar o tráfego intenso; por respeito às vítimas”.

Segundo a Reuters, os representantes de Bruce Springsteen não responderam de imediato a um pedido de comentário.

Ferrara, uma das principais cidades da região de Emília-Romanha, não foi diretamente afetada pelas inundações. E, também por isso, o presidente da Câmara, Alan Fabbri, defendeu a decisão de não cancelar o concerto, com uma audiência esperada de cerca de 50 mil pessoas.

As inundações levaram, ainda assim, as autoridades a cancelar o Grande Prémio de F1 de Imola, agendado para este fim de semana, por se realizar perto de muitas das zonas mais afetadas pelas inundações. Os organizadores consideraram que não era possível realizar o evento em segurança.

Leia Também: O que fazer se comprou bilhete para um concerto e não pode ir

Deixe um comentário