Cistermúsica arranca em abril com programação focada na música sacra

A formação, que irá decorrer entre 02 e 06 de abril, integra o programa “Cistermúsica Sacra”, uma das novidades do festival que em 2023 “trará à região de Alcobaça, tão rica em património religioso, uma oferta de Música Coral Sacra na Semana Santa”, divulgou a ABA — Banda de Alcobaça, Associação de Artes, que organiza o festival.

A atividade dará a coralistas profissionais e amadores a possibilidade de trabalhar com o diretor artístico, Pedro Teixeira, e o músico Tiago Morin, em dois momentos de formação: o Ateliê Avançado de Polifonia Portuguesa e o Ateliê de Música Litúrgica para a Semana Santa.

O programa, que tem como tema “A música coral no Mosteiro de Alcobaça” terá, no momento de abertura, no dia 02 de abril, a apresentação do coro Officium Ensemble, no Mosteiro de Cós, sob direção do maestro Pedro Teixeira.

Os dois primeiros dias de formação (03 e 04 de abril) serão destinados aos coralistas de nível avançado e decorrerão na Igreja Nossa Senhora da Conceição, em Alcobaça.

Ainda no dia 03 será promovida uma palestra didática, no Auditório da Biblioteca Municipal de Alcobaça, sobre a música coral no Mosteiro de Alcobaça. O resultado do Ateliê será apresentado em concerto para o público em geral, no dia 04, no Mosteiro de Alcobaça.

Os dois últimos dias, 05 e 06 de abril, serão destinados à comunidade litúrgica local, com coralistas amadores e estudantes de música a serem orientados por Tiago Morin, na Igreja Nossa Senhora da Conceição, em Alcobaça.

No dia 05 será apresentado, no Mosteiro de Cós, o Coro José Joaquim dos Santos e no dia 06 será promovida uma palestra, no Auditório da Biblioteca Municipal de Alcobaça, pelo padre Pedro Lourenço com o tema “O Canto na Liturgia”.

O “Cistermúsica Sacra” terá o seu epílogo na eucaristia de Quinta-feira Santa, onde será apresentado o trabalho desenvolvido durante o Ateliê de Música Litúrgica.

Com origem num concurso de ideias promovido pela ABA, o “Cistermúsica Sacra” é uma das atividades que compõem o projeto candidatado ao Programa de Apoio Sustentado às Artes, da Direção-Geral das Artes, na vertente de Programação — Modalidade Quadrienal.

A temporada Cistermúsica 2023 prosseguirá em julho com o festival e, no último trimestre do ano, com o “Cistermúsica Fronteiras”, dedicado à música contemporânea.

Criado em 1992 por iniciativa do município de Alcobaça,no distrito de Leiria, o Cistermúsica é organizado, desde 2002, pela Banda de Alcobaça, tendo o apoio institucional da autarquia e da Direção-Geral das Artes.

Leia Também: Festival de música eletrónica “menor” em Coimbra estreia-se em fevereiro

Deixe um comentário