Festival de Blues entre 10 e 13 de agosto no centro histórico da Guarda

O evento terá músicos nacionais e também artistas vindos da Noruega e dos Estados Unidos, refere a Câmara Municipal da Guarda, numa nota de imprensa enviada à agência Lusa.

O Festival de Blues é organizado pelo município através do Teatro Municipal da Guarda “que volta a renovar a parceria com a mais antiga e experiente associação de blues nacional, a BB Blues Portugal”.

Os quatro concertos, de acesso gratuito, acontecem todos pelas 21:30.

No primeiro dia, 10 de agosto, quinta-feira, está previsto o concerto de Eric Slim Zahl & The South West Swingers, da Noruega, que vai trazer “um blues com muitas influências de ‘swing’ e ‘rockabilly’, num estilo altamente enérgico, entusiasta e contagiante”.

No dia seguinte, sobe ao palco El Pavoni & The Moonshine Tones, um projeto de Ruben El Pavoni, que conta com “mais de duas décadas enquanto músico profissional”.

De acordo com a autarquia, o artista português privilegia a “fusão dos blues e do ‘rockabilly’, e enquanto baixista já acompanhou alguns nomes internacionais como John Németh”.

Já no sábado, dia 12, é a vez de atuar José Ramirez Band, com projeto “radicado nos Estados Unidos da América que teve um ano de estreia fulgurante em 2021 com uma nomeação para Best Emerging Artist nos Blues Awards e um honroso segundo lugar no Internacional Blues Challenge, em Memphis”.

O último dia do evento, vai incluir o concerto do Budda Power Blues Collective, um grupo de Braga que se apresenta com uma formação em sexteto, com os contributos de João Martins, Rui Pedro Silva e João Andressen.

“Especializada na sonoridade de New Orleans e nos clássicos das editoras Stax e Chess Records, o grupo vem mantendo o poder sedutor nos seus concertos ao vivo, tornado cada concerto num momento único e eletrizante”, conclui.

Leia Também: Carolina Deslandes, José Cid, Fernando Daniel, Invandro e Táxi em Gouveia

Deixe um comentário