Festival de música experimentar Les Siestes regressa a Coimbra

Com entrada livre, a quarta edição do festival em Coimbra (o evento acontece em várias cidades de todo o mundo) volta a ter como palco o jardim da Casa das Artes Bissaya Barreto, no centro da cidade, anunciou hoje a organização, em nota de imprensa enviada à agência Lusa.

O evento arranca numa sexta-feira (dia 08), com a DJ portuense Patrícia Brito, seguindo-se a brasileira residente em Portugal King Kami, que promete “incendiar o jardim, transformado em pista de dança, com as suas misturas de funk, ‘electro’ e as mil ramificações da ‘bass music'”.

No dia 09, a programação começa com uma proposta de choque entre “música clássica e contemporânea através de paisagens de ‘drone’ e ‘noise'”, com a violinista Maria da Rocha, seguindo-se a dupla catalã Dame Area, num cruzamento de sintetizadores e percussão.

De acordo com a nota da organização, a noite fecha com o produtor angolano Nazar, que apresenta a sua interpretação do kuduro, numa fusão que apelida de “rough kuduro” (kuduro violento), uma reflexão “sobre o impacto da guerra civil na construção identitária do seu país”.

O último dia terá Usof, que trabalha “no espetro da música ‘ambient'”, Nze Nze, projeto de fusão dos artistas por trás de Sacred Lodge e UVB76, e Oqbqbo, artista russa sediada na Dinamarca que irá encerrar o festival com as suas “produções suaves e envolventes”, destacou a organização.

“À semelhança de edições anteriores, o festival Les Siestes Coimbra mantém a sua relação estreita com várias instituições locais. Na abertura de cada um dos dias de festival, a Rádio Baixa ficará a cargo de curar o palco que recebe o público, com DJ sets de artistas locais”, salientou.

Leia Também: Liberdade de Sam Smith e irreverência de Josh Homme encerram NOS Alive

Deixe um comentário