Festival InShadow regressa para cruzar a dança e o cinema em Lisboa

Dedicado aos territórios da criação contemporânea transdisciplinar, o certame recebeu este ano mais de 300 candidaturas, segundo um comunicado da Associação Cultural Vo’Arte, responsável pela organização.

O Teatro do Bairro, a Cinemateca Portuguesa, o Museu da Marioneta, Espaço Cultural Mercês, Espaço Santa Catarina, NOTE Galeria de Arquitectura, Biblioteca de Alcântara, Espaço SAFRA, Cisterna e Galeria da Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa, Escola de Tecnologias Inovação e Criação (ETIC) e FNAC Chiado serão os palcos da edição deste ano do InShadow.

Uma competição internacional de videodança, de documentário e de filmes de animação com dança, para além de performances, atividades para o público infantojuvenil — “LittleShadow” – e propostas de formação com oficinas e ‘masterclasses’ abertas ao público fazem parte da programação até dezembro.

A organização destaca as performances “Somatati”, da CiM — Companhia de Dança, de 09 a 12 de novembro no Museu da Marioneta, “Raio de Ti”, de Rita Vilhena, no dia 24 de novembro, na Biblioteca de Alcântara, e no dia 03 de dezembro, no Espaço SAFRA, a performance “She’s Lost Control”, da Inestética.

“Ghost Shadow”, do TEPe, segundo a programação, irá encerrar a entrega de prémios da Competição Internacional de Videodança e Documentário, no dia 02 dezembro, no Teatro do Bairro.

A Competição Internacional de Videodança e Documentário do festival vai decorrer entre os dias 28 novembro e 02 de dezembro, no Teatro do Bairro e na ETIC.

Este ano a oferta formativa do InShadow conta com a participação da diretora e coreógrafa do Polish Dance Theatre, Iwona Pasinska, do artista espanhol Alex Páchon, de Conceição Garcia e da artista Italiana Maddalena Ugollini.

Leia Também: Novembro Jazz com Raquel Martins, Azar Azar, Amaura e João Barradas

Deixe um comentário