Festival Marés Vivas adiado para 2022. Será entre 15 e 17 de julho

O Festival Marés Vivas, que se realiza em Vila Nova de Gaia, foi adiado para julho de 2022, informou, esta terça-feira, a organização através de um comunicado: “Devido às incertezas que ainda nos rodeiam, sem garantias de que em julho estejam já reunidas todas as condições para que possamos trabalhar, com normalidade, na sua preparação e celebração, não nos resta outra alternativa senão o adiamento do MEO Marés Vivas“.

Assim, e “não sendo possível” a  realização em 2021, “a 14ª edição do MEO Marés Vivas será adiada para o ano de 2022, de 15 a 17 Julho”.

Em “prol da segurança e do bem-estar do nosso público e de todos”, a Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, o MEO e a PEV Entertainment, “respeitam e tomam esta difícil decisão para todos os envolvidos”, afirma ainda a nota publicada no site e nas redes sociais do festival de verão.

“É uma decisão que nos abala enquanto organização daquele que é um dos maiores festivais do nosso pais e de crucial importância para toda a região norte de Portugal”, mas “perante a pandemia Covid-19, temos de ser conscientes e responsáveis, contribuindo para a salvaguarda da nossa saúde pública, seguindo sempre as orientações da OMS e da DGS e ainda do Decreto-lei nº 10-1/2020”

Os bilhetes já adquiridos para as datas de 2020 e 2021 mantêm-se válidos para as novas datas, sem necessidade de troca. Os portadores de bilhete MEO Marés Vivas 2021 “não têm possibilidade de reembolso”.

[Notícia atualizada às 11h37]

Leia Também: Eurovisão 2021 foi líder de audiências com quatro milhões de espetadores

Deixe um comentário