Filme de Mónica Lima e animação luso-polaca competem em festival

As duas curtas-metragens cumprem a estreia em território australiano, depois de já terem sido exibidas, e distinguidas, noutros festivais.

‘Natureza Humana’, produzido pela Uma Pedra no Sapato, é o retrato de um casal num apartamento de uma cidade em confinamento.

Protagonizado por Crista Alfaiate e João Vicente, o filme teve estreia mundial este ano no Festival de Roterdão, nos Países Baixos, onde foi premiado.

Também já foi distinguido no Festival de Curta-Metragem de Saguenay, no Canadá, e no Curtas de Vila do Conde.

‘Slow Light’ é uma parceria entre a Polónia e Portugal, envolvendo a produtora Cola Animation, de Bruno Caetano, e os animadores João Gonzalez, Hugo Sequeira e Ala Nunu, da premiada curta ‘Ice Merchants’.

O filme conjuga animação em 2D e animação de volumes para contar a história de um rapaz cego que recuperou a visão, mas que percebe que qualquer imagem demora sete anos a passar pela retina, “o que significa que passará o resto da vida a contrapor o passado e o presente”, refere a sinopse.

‘Slow Light’ recebeu um prémio especial no Cinanima, foi distinguido no Reino Unido, Estónia e Albânia e competiu em Clermont-Ferrand, França.

De acordo com o Festival de Cinema de Melbourne, os filmes premiados nas competições de curtas-metragens são considerados elegíveis no processo de candidatura a uma nomeação para os Óscares de 2024.

O Festival de Cinema de Melbourne, que se estenderá pelo mês de agosto, conta com outros filmes portugueses na programação, nomeadamente ‘Nação Valente’, de Carlos Conceição, e ‘O Sangue’ e ‘As Filhas do Fogo’, ambos de Pedro Costa.

Estão presentes ainda ‘A Flor de Buriti’, da realizadora brasileira Renée Nader Messora e do português João Salaviza, ‘Eureka’, do argentino Lisandro Alonso com coprodução da Rosa Filmes, e o projeto de realidade imersiva ‘Surfacing’, da italiana Rossella Schillaci, coproduzido com Portugal.

Leia Também: ‘Pôr do Sol: O mistério do colar de São Cajó’ estreia-se hoje nos cinemas

Deixe um comentário