James Gunn e Peter Safran vão coliderar DC Studios

Segundo o estúdio, Gunn e Safran vão desenvolver um plano de longo prazo para cinema, televisão e animação, continuando a produzir, desenvolver e dirigir projetos pessoais.

“Estamos honrados por seremos os guardiões dos personagens da DC que amamos desde crianças”, salientaram os novos CEO da DC Studios, citados em comunicado.

“O nosso compromisso com o Super-Homem, Batman, Mulher Maravilha, Aquaman, Harley Quinn e os restantes personagens da DC é só igualado pelo nosso compromisso com a maravilha da possibilidade humana que esses personagens representam. Estamos empolgados em revigorar a experiência teatral em todo o mundo enquanto contamos algumas das maiores, mais belas grandiosas histórias já narradas”, acrescentaram.

Safran produziu muitos filmes para a Warner Bros. e New Line Cinema, incluindo “The Suicide Squad”, de Gunn, bem como “Aquaman”, “Shazam” e os filmes de terror do universo “The Conjuring”.

Já James Gunn — com projetos ativos na Marvel e na DC — é conhecido pelo trabalho na trilogia “Guardiões da Galáxia”, da Marvel Studios, que encerrará em maio de 2023. O realizador também está envolvido num especial Natal “Guardiões da Galáxia”, com Kevin Bacon, que será exibido no dia 25 de novembro no Disney+.

Ao contrário da Marvel, a DC tem vários segmentos diferentes a operar simultaneamente nos seus filmes com a sequela de “Joker”, de Todd Phillips, e “The Batman”, de Matt Reeves, além dos filmes do Super-Homem, de Hanry Cavill, que fez uma aparição nos créditos finais de “Black Adam”.

A partir de 01 de novembro, Gunn e Safran vão estar articulados com o presidente e CEO da Warner Bros. Discovery, David Zaslavm que elogiou os seus “talentos singulares e complementares”.

“As suas décadas de experiência em cinema, relações próximas com a comunidade criativa e histórico comprovado de fãs de super-heróis emocionantes em todo o mundo os tornam excecionalmente qualificados para desenvolver uma estratégia de longo prazo em cinema, televisão e animação, e levar essa franquia icónica para o próximo nível de narrativa criativa”, observou Zaslav em comunicado.

Nos últimos quatro anos, Walter Hamada liderou a DC Films, mas abandonou o estúdio na semana passada, antes da estreia de “Black Adam” nos cinemas.

Zaslav havia prometido um ‘reset’ nas operações da DC no audiovisual para implementar uma estrutura mais parecida com a Marvel e melhorar a qualidade dos conteúdos e, com isso, nomear um executivo criativo mais centralizado, semelhante a Kevin Feige da Marvel Studios.

Leia Também: CML atribui nome de Carlos do Carmo a passeio na zona ribeirinha

Deixe um comentário