Joana Estrela é candidata a prémio do Grémio de Livreiros da Catalunha

O livro de Joana Estrela, editado em catalão pela Meraki Editorial com o título “Pardaleta”, está indicado na categoria de literatura infantil e juvenil.

Os Prémios Llibreter são uma iniciativa do Grémio de Livreiros da Catalunha, sendo atribuídos em várias categorias, e a votação é feita entre livreiros, a partir das obras editadas em catalão no ano anterior. Os vencedores são conhecidos a 08 de junho.

“Pardalita”, editado em 2021 pela Planeta Tangerina, é uma banda desenhada sobre adolescência, primeiros amores, relações familiares e amizade. A história é narrada por Raquel, uma adolescente que se apaixona por outra rapariga, conhecida por Pardalita.

“A obra conduz o leitor para um mundo de subtilezas que vão muito além do amor adolescente (…) e aproxima-nos, com especial sensibilidade, da descoberta de nós mesmos”, justifica o Grémio de Livreiros da Catalunha em nota de imprensa.

Segundo a editora Planeta Tangerina, os direitos de “Pardalita” já foram vendidos para neerlandês, inglês, polaco, espanhol e sueco.

Joana Estrela, nascida em Penafiel em 1990 e formada em Design de Comunicação na Faculdade de Belas Artes do Porto, tem várias obras publicadas, em edição de autor e por outras editoras, em particular pela Planeta Tangerina.

Em 2014 publicou “Propaganda”, um diário gráfico que regista a temporada que viveu na Lituânia, entre 2012 e 2013, como voluntária da Liga Gay Lituana.

Na sua página oficial é possível ler ainda outros trabalhos na área da ilustração e da banda desenhada, como “Hoje não janto rissóis” e “Os vestidos do Tiago”, um pequeno livro que aborda o tema da sexualidade e da identidade de género.

Os livros ilustrados “Mana” e “A Rainha do Norte” e a banda desenhada “Miau!” são outros títulos assinados por Joana Estrela, que também ilustrou para textos de Ana Pessoa (“Aqui é um bom lugar” e “A luz é grande”) ou para Luísa Ducla Soares, numa biografia ilustrada sobre Fernão de Magalhães.

Em 2022, as escritoras portuguesas Ana Pessoa e Rita Sineiro foram distinguidas nos Prémios Llibreter da Catalunha, com os livros “Mary John” e “Filas de Sonhos”, respetivamente.

Leia Também: Peça ‘Free’ põe em palco “drama da imigração”, revela encenador

Deixe um comentário