Laginha&Burmester e João Barradas Quinteto homenageiam Bernardo Sassetti

Os dois espetáculos “únicos” acontecem nos dias 30 de junho e 01 de julho, “por altura do aniversário [faria 54 anos em 24 de junho] e uma década depois do tão prematuro desaparecimento [em 10 de maio de 2012] de um dos mais brilhantes compositores e intérpretes portugueses”, lê-se num comunicado divulgado pela organização.

Em 30 de junho, Mário Laginha e Pedro Burmester tocam Bernardo Sassetti, “doze anos depois do último concerto ‘3 Pianos’ (que juntou durante vários anos em palco os três músicos)”.

No palco do Auditório Municipal Ruy de Carvalho, Mário Laginha e Pedro Burmester vão “homenagear a obra do parceiro e os momentos partilhados a três”.

No dia seguinte, 01 de julho, será a vez do João Barradas Quinteto tocar Bernardo Sassetti. “O jovem músico e compositor aceitou o desafio de interpretar as composições do homenageado com arranjos originais para um ensemble inédito: Ricardo Toscano no saxofone, Afonso Pais guitarra, Demian Cabaud no contrabaixo e João Lopes Pereira bateria”, refere a organização.

Bernardo Sassetti, que morreu aos 41 anos, era considerado um dos mais criativos pianistas da sua geração, para lá das fronteiras do jazz.

O músico iniciou-se no jazz no final da adolescência, quando começou a tocar com Carlos Martins e com o Moreiras Quartet, mas o percurso foi transversal na música portuguesa, tendo trabalhado com músicos do fado, do pop rock, do hip-hop.

Em setembro de 2012, foi criada a Casa Bernardo Sassetti, para divulgar a obra do músico e compositor.

Em 2019, a Casa editou um álbum de inéditos de Bernardo Sassetti, “Solo”, com composições que o pianista gravou em 2005, nos Açores.

Os bilhetes para os concertos em Oeiras, uma organização da autarquia local, já estão à venda e os preços variam entre os 10 euros e os 12,50 euros, para o dia 30 de junho, e os 7,50 e os 10 euros, para o dia 01 de julho.

Leia Também: Monumentos de Sintra novamente fechados devido a greve dos trabalhadores

Deixe um comentário