Lisboa celebra assim o 25 de Abril: concertos, exposições e muito mais

A Câmara Municipal de Lisboa (CML) e a EGEAC anunciaram, para o próximo mês, as Festas de Abril –  para celebrar os 49 anos da Revolução dos Cravos e da Liberdade.

A agenda está repleta de música, exposições, teatro, cinema, conversas, leituras, entre outras propostas culturais.

No dia 24 de abril, no Terreiro do Paço, a mais emblemática sala de espetáculos ao ar livre de Lisboa, o músico Vitorino traz-nos o projeto Abril em Flor. Construído de raiz e com direção artística de António Miguel Guimarães, este espetáculo mistura música, poesia e desenho, unindo dezenas de artistas ao vivo: Mafalda Veiga, Márcia, Luís Trigacheiro, Zeca Medeiros e as Cantadeiras e Cantadores do Redondo, que dão voz a canções do período de resistência à ditadura; e em vídeo: Aldina Duarte, Capicua, Carlão e Tim, que irão declamar a poesia de Manuel Alegre, Sophia de Mello Breyner, Jonas Negalha e Ruy Belo.

No dia 25 de abril, e sendo já uma tradição, os Paços do Concelho estão de portas abertas, das 10h00 às 18h00, desafiando todos a descobrir a arquitetura e a história deste edifício de estilo neoclássico, pode ler-se na nota da CML. 

O Museu do Aljube Resistência e Liberdade estará também aberto durante todo o dia, com entrada livre, para dar a conhecer o seu acervo, que inclui a exposição permanente (com visitas orientadas de manhã e à tarde) e as exposições temporárias.

A exposição Sinais da Liberdade – Iconografia da Democracia no Arquivo Ephemera, que reúne um conjunto de imagens e objetos produzidos após o 25 de abril de 1974, é ainda uma das iniciativas que integram esta programação.

De 14 de abril a 28 de maio, o Antigo Tribunal da Boa Hora acolhe esta mostra com material iconográfico e representativo de um período histórico do século XX, selecionado a partir do Arquivo e Biblioteca de José Pacheco Pereira.

Durante este mês, haverá ainda espaço para apreciar o Mural 25 de Abril, intervencionado pelos artistas do coletivo Estúdio Boa Hora, em Belém, e os Cartazes de Abril da autoria do ilustrador Mantraste no Museu Bordalo Pinheiro.

Poderá igualmente assistir a um espetáculo único criado por Joana Craveiro e construído para habitar a Biblioteca de Marvila, bem como conhecer Antónia Rodrigues, a nova personagem do ciclo Antiprincesas de Cláudia Gaiolas no Parque José Gomes Ferreira ou participar no Festival Política a decorrer no Cinema São Jorge.

De outras músicas, leituras, conversas, percursos, visitas e oficinas se fazem as Festas de Abril. Veja o programa completo aqui

Leia Também: Marisa Liz inicia no sábado digressão de “nova fase” da carreira

Deixe um comentário