Nova Iorque devolve milhões em arte roubada a Itália

Um promotor público de Nova Iorque, nos Estados Unidos (EUA), devolveu 19 milhões de dólares em arte roubada a Itália no total de 58 peças.

Entre os artefatos devolvidos está a cabeça da deusa Atena (na imagem acima) que, sozinha, está avaliada em três milhões de dólares e estava na cidade americana desde 1996.

A maior parte das obras de arte estava até agora no Metropolitan Museum of Art, de acordo com a BBC, sendo que, de acordo com  funcionários da Segurança Interna norte-americana, os investigadores trabalharam durante anos para determinar a origem das peças.

Entre os contrabandistas culpados deste roubo estão Giacomo Medici e Giovanni Franco Becchina, que foram agora condenados por utilizarem uma rede em toda a Itália para roubar peças de locais desprotegidos, de acordo com a procuradoria americana.

Pasquale Camera foi outro criminoso italiano, que organizou roubos de objetos a igrejas e museus na década de 60, segundo a mesma fonte.

Depois de roubados, estes 58 objetos foram importados para os EUA, onde terão sido vendidos ao bilionário americano Michael Steinhardt – agora proibido de comprar antiguidades – e consequentemente espalhados por vários museus.

Recorde-se que esta cidade americana tem feito um esforço considerável no que diz respeito a devolver arte roubada aos países de origem. Só este ano, Nova Iorque já devolveu arte no valor de 66 milhões de dólares.

Leia Também: Portugal é homenageado em festival teatral ibero-americano no Brasil

Deixe um comentário