Os Músicos do Tejo em concerto no dia 21 em Madrid

O concerto intitulado ‘Fin de Fiesta Barroca con Fado’ está integrado no denominado ‘Ciclo de Grandes Autores e Intérpretes de la Música’, organizado pelo Centro Superior de Investigación y Promoción de la Música, da Universidade Autónoma de Madrid.

Os Músicos do Tejo, orquestra de época dirigida por Marcos Magalhães e Marta Araújo, apresentam-se com a soprano Ana Quintans, o fadista Ricardo Ribeiro, o músico Marco Oliveira, viola de fado, e o percussionista Jarrod Cagwin.

O concerto tem raízes no projeto ‘Fado Barroco’, que Os Músicos do Tejo apresentaram no palco da Fundação Calouste Gulbenkian, em 2016, e que deu origem ao álbum publicado um ano mais tarde, na Naxos, também com o fadista Ricardo Ribeiro e a soprano Ana Quintans.

A atuação em Madrid surge numa altura em que a edição da ópera cómica ‘Il Mondo della Luna’, de Pedro António Avondano, em primeira gravação mundial, ganha atenção e elogios da crítica em Espanha.

“Tem sido uma agradável surpresa este interesse por ‘Il Mondo della Luna’, e é muito bom poder voltar aos palcos nesta sala tão emblemática de Espanha”, afirmou Marcos Magalhães, fundador e diretor d’Os Músicos do Tejo, citado no comunicado da organização.

‘Il Mondo della Luna’ é uma ópera cómica, construída sobre o texto de Carlo Goldoni (1707-1793), reformador da ‘commedia dell’arte’ e um dos maiores dramaturgos do século XVIII. O autor, conhecido pela peça ‘A Estalajadeira’, fez da escrita um dos mais perspicazes observatórios da emergente classe média europeia, e as suas peças testemunham a moral e os costumes da sua época. A música de Avondano apanha a essência do texto, do seu tempo e do seu espírito.

O disco, editado pela Naxos, a maior editora de música clássica, na atualidade, surge com uma versão do libreto de Goldoni e com um elenco de cantores portugueses com carreira internacional firmada, como as sopranos Susana Gaspar, Carla Caramujo e Carla Simões, os tenores Fernando Guimarães e João Pedro Cabral e os baixos Luís Rodrigues e João Fernandes protagonizam o elenco.

Entre outras produções de relevo, Fernando Guimarães (como protagonista) e João Fernandes (entre os principais papéis, como Tempo e Neptuno) cruzaram-se no elenco da ópera de Monteverdi ‘Il Ritorno d’Ulisse in Patria’, pela orquestra Boston Baroque e o maestro Martin Pearlman, que foi nomeada para os Grammy.

De acordo com a página oficial da orquestra portuguesa de época na Internet, Os Músicos do Tejo, grupo especializado em música antiga, surgiram em 2005 e editaram vários discos como ‘As Sementes do Fado’, ‘As Árias de Luisa Todi’, ‘Il Trionfo d’Amore’, de Francisco António de Almeida, e o mais recente ‘Il Mondo della Luna’.

Contam com uma parceria com o Centro Cultural de Belém, que os levou a produzir três óperas – ‘La Spinalba’, também de Francisco António de Almeida, ‘Lo Frate Nanmorato’, de de Pergolesi, e ‘Le Carnaval et la Folie’, de A.C. Destouches.

Em 2013, estrearam-se no Grande Auditório da Fundação Calouste Gulbenkian com a ópera ‘Dido e Eneias’, de Henry Purcell.

Apresentam-se em diversos concertos em Portugal e no estrangeiro e somam diversos apoios institucionais.

Um dos seus últimos projetos intitula-se ‘Fado Barroco’ e conta com as participações de Ana Quintans e Ricardo Ribeiro.

Leia Também: Pintura e música africana para projeto de arte urbana na Cova da Moura

Deixe um comentário