SBSR arranca 5.ª-feira. Organização a trabalhar para que "nada falhe"

O SBSR realizou-se pela última vez naquela zona arborizada, entre a lagoa de Albufeira e a praia do Meco, no concelho de Sesimbra, em 2019. Em 2020 e 2021, a pandemia da covid-19 ditou o seu adiamento e, no ano passado, a promotora Música no Coração, a dois dias do início, teve de transferir o festival para Lisboa por causa da declaração de estado de contingência no país, no verão, face ao risco elevado de incêndio.

A poucos dias do início da 27.ª edição, que acontece entre quinta-feira e sábado, o regresso do festival à Herdade do Cabeço da Flauta vai mesmo acontecer, segundo o diretor da promotora, Luís Montez, em declarações à agência Lusa.

“Temos estado a trabalhar em conjunto com a Proteção Civil de Sesimbra para que nada falhe. É o regresso [ao lugar] onde fomos felizes”, disse.

Em relação a 2019, a maior mudança regista-se nas zonas de estacionamento e de campismo, transferidas para uma área não florestal, com menos vegetação e mais espaço.

Além disso, há “mais bocas-de-incêndio, mais viaturas de bombeiros, mais GNR, mais Proteção Civil”.

“E o espaço está lindo. Tem um balão de ar quente, que vai ser a coqueluche, o símbolo do festival no futuro”, contou Luís Montez, revelando que no recinto há também “um farol, que vai acender durante a noite, vai ser o ponto de encontro dos festivaleiros”.

No recinto continua a haver quatro palcos, com a tenda dedicada às sonoridades eletrónicas a ocupar “um espaço novo”, deixando livre uma área que acolhe agora o palco dedicado à música nacional, que em curadoria da rádio SBSR.fm.

Para chegar ao festival, a organização recomenda o uso de transportes públicos.

“Aconselhamos os festivaleiros a irem de comboio até Coina [no concelho do Barreiro] e de Coina apanharem o autocarro, que pára à porta do festival. [Para o regresso,] temos um comboio extra às 03h30, da estação de Coina para Lisboa”, disse Luís Montez.

Além disso, há “uma paragem para TVDE” junto ao recinto.

A pensar em quem, mesmo assim, opte por chegar ao festival em veículo próprio: a zona de estacionamento foi “substancialmente aumentada”.

Para evitar que “as pessoas não saiam todas a correr ao mesmo tempo” e impedir “à saída engarrafamentos”, “depois do cabeça-de-cartaz atua sempre um DJ”.

“Na quinta-feira, James Murphy, o homem dos LCD Soundsystem, na sexta Charlotte de Witte, e no sábado, Parov Stelar”, destacou Luís Montez.

Este ano, o SBSR apresenta um cartaz “muito heterogéneo”. “Vale a pena vir dar um mergulho à praia do Meco e depois à tarde ir para o recinto”, desafiou o promotor.

O recinto, com capacidade para 20 mil pessoas, abre às 15h00.

No primeiro dia, quinta-feira, o destaque vai para “The Offspring, Franz Ferdinand, Father John Misty, que é imperdível, Róisín Murphy e o regresso dos LX-90”.

“Depois temos na sexta-feira esta lenda da música que é o Nile Rodgers e os Chic. Estou muito curioso para ver o espetáculo do Sam The Kid, com os Orelha Negra e Orquestra, mas os grandes cabeças-de-cartaz no segundo dia são os The 1975 e os Wu-Tang Clan, uma banda mítica do hip-hop que toda a gente quer ver. É o dia que tem mais gente”, disse o promotor.

O último dia da 27.ª edição, sábado, conta com “um cartaz imperdível, com Steve Lacy, em estreia em Portugal, Parov Stelar, Kaytranada, a PinkPantheress, uma miúda que é um grande nome da música soul, do hip-hop, L’Impératrice, que foram cabeças-de-cartaz no ano passado em Paredes de Coura e arrasaram, e o Tomás Wallenstein [vocalista dos Capitão Fausto], que tem álbum a solo”.

O cartaz da 27.ª edição inclui ainda, entre outros, The Legendary Tigerman, Black Country, New Road, Noiserv, Sampa The Great, Amaura, Glockenwise, Ezra Collective, Chico da Tina, Irma e Surma.

A zona de campismo, gratuita para os portadores de passe de três dias, abre na quarta-feira às 10h00, e encerra no domingo às 17h00.

Os festivaleiros que chegarem ao campismo na quarta-feira terão uma festa de boas-vindas no recinto, que começa às 21h00 desse dia com as atuações de Lara Soft e Manuela Paraíso e os Capitão Fausto, todos em formato DJ set.

Entre quinta-feira e sábado, a organização tem autocarros gratuitos para a praia do Meco, entre as 10h00 e as 19h00.

Mais informações sobre a 27.ª edição do SBSR podem ser consultadas no ‘site’ oficial do festival em www.superbocksuperrock.pt.

Leia Também: Sam Smith veste camisola da Seleção feminina durante atuação no NOS Alive

Deixe um comentário