Trincheira Teatro estreia em Coimbra produção de ‘À Flor da Pele’

O espetáculo da Trincheira Teatro, em coprodução com o Teatrão, estreia no dia 01 de dezembro, pelas 21:30, na Oficina Municipal do Teatro (OMT).

Em declarações à agência Lusa, Pedro Lamas, que “veste a pele” de Marcelo, explicou que o texto desta peça foi escrito em São Paulo (Brasil), em 1969, numa altura em que a censura reforçava todos seus poderes e a ditadura militar brasileira caminhava a passos largos para a sua versão mais feroz.

“Espelha, na degradação da relação amorosa entre Verónica e Marcelo, as circunstâncias externas do seu tempo: a guerra, a crise e a perda de horizontes contaminam a vida dos dois amantes e balizam o estilhaçar de um sonho com uma outra vida, outro mundo”, descreveu.

De acordo com o responsável pela direção artística, o espetáculo visa questionar “tal como na altura em que foi escrito, o que é que se anda aqui a fazer”.

Ao longo de 90 minutos, Pedro Lamas irá dividir o palco com Beatriz Teixeira, que vai “dar vida” a Verónica.

Desencantados com o mundo que os rodeia, Verónica e Marcelo chocam entre si no modo de transformá-lo.

Marcelo é um guionista medíocre de 43 anos, para quem o mundo como está ainda pode ser reparado.

Verónica, com 21 anos, é uma atriz de alma rebelde, para quem este mundo tem de ser arrasado e construído de novo.

O espetáculo estará em Coimbra também nos dias 02, 03 e 04 de dezembro, seguindo depois “em digressão por teatros regionais mais pequenos, à volta, no Baixo Mondego”.

“Importa também fazer uma digressão nacional mais abrangente. Temos alguns contactos organizados, ainda não temos datas próprias, mas centro, norte e sul estão na calha”, acrescentou.

A companhia Trincheira Teatro foi gerada na Plataforma T2, incubadora artística desenhada pelo Teatrão em 2014/2015, para “acelerar” a criação de novas estruturas profissionais na cidade de Coimbra.

A colaboração entre as duas estruturas tem-se realizado no acolhimento de vários projetos da Trincheira na OMT e na participação no Projeto Rede Artéria, com o espetáculo “Sofia, Meu Amor”, em 2019.

Leia Também: Companhia Cão Solteiro estreia espetáculo ‘Matriz’ em Coimbra

Deixe um comentário