Vai poder visitar de forma gratuita estes 32 conventos em Lisboa

Há 32 antigos conventos de Lisboa de portas abertas para receber quem os queira conhecer, entre visitas livres, visitas guiadas e itinerários. A iniciativa decorrerá nos dias 24, 25, 26 e 27 de maio, com entrada gratuita.

A Assembleia da República, o Museu Nacional de Arte Antiga, a Cúria Patriarcal e os Armazéns do Chiado já foram mosteiros ou conventos, sabia?

Lisboa é pontuada por edifícios que outrora foram casas de comunidades religiosas e que hoje cumprem propósitos bem diferentes. 

A Câmara Municipal de Lisboa (CML), a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, o Quo Vadis – Turismo do Patriarcado de Lisboa e o Instituto de História da Arte da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa desafiaram várias instituições a abrir as portas destes edifícios que originalmente foram conventos. 

Assim, em 4 dias, são 32 os antigos conventos que decidiram abrir as portas para receber quem os queira conhecer, assistir a uma das visitas guiadas, percorrer um dos vários itinerários, ou apenas entrar para ver o interior

Após o sucesso da primeira edição, realizada em 2019, que contou com a participação de mais de 3000 pessoas, e depois de suspenso devido à pandemia, o Open Conventos regressa em 2023.

Esta iniciativa, dirigida a toda a população, dedica-se à divulgação do património e da história dos conventos de Lisboa, revela a CML em comunicado.  

A sessão de abertura ocorre no dia 24 de maio, às 18h00, na Sala de Extrações da Lotaria Nacional, instalada num dos antigos claustros da Casa Professa de São Roque.

No dia 25 de maio, no Museu da Marioneta, antigo Convento das Bernardas, terá lugar a partir das 15h00, a conversa “Conventos e habitação”.

A maioria das atividades terá lugar entre 26 e 27 de maio, com inúmeros conventos de portas abertas, visitas guiadas e percursos pedestres.  

Todo o programa, os itinerários e a informação histórica e cultural sobre cada convento estão disponíveis aqui

Leia Também: Investimento de 50 milhões no Évora Capital Europeia da Cultura em 2027

Deixe um comentário